segunda-feira, 10 de março de 2014

Batalha de filmes: The Heat, The Family and The Great Gatsby

Ontem eu assisti três filmes e agora queria comentar rapidamente sobre eles e perguntar: quem você acha que ganhou minha preferência? Temos DiCaprio, De Niro e Bullock.

Comparar filmes é uma coisa meio estúpida, mas ao assistí-los de uma sentada, temos a chance de pensar em qual nos apeteceu mais naquele momento. Não é uma questão de qual é o melhor, mas achei interessante a ideia de compará-los sob a perspectiva de um domingo qualquer.

Primeiro foi o queridinho da internet que o julga o desqueridinho dos oscares. DiCaprio nunca ganhou uma estatueta, como muitos outros bons atores, e isso não quer dizer nada. Além de filmes serem subjetivos, lembre-se que o Oscar é uma competição, então só ganha o favorito dos juízes naquele ano, naquela categoria. O filme tem um visual chamativo, para mostrar a efervecência do período anterior ao crash de 29. Gatsby é só mais uma das caricaturas apresentadas e me pareceu justamente uma caricatura do DiCaprio. O personagem em si não é grandes coisas, até mesmo irritando com sua repetitiva frase de efeito. E o personagem do antigo Peter Parker também parece somente um Peter Parker que viajou no tempo, só que com um pouquinho mais de atitude. O filme é divertido e me pegou pela trilha sonora moderna, dando um ar de Romeu e Julieta ou Moulin Rouge.

Em seguida vi De Niro como numa outra sequencia de Máfia no Divã, o que é sempre divertido. Mas o filme não fica só nele, considerando que a família toda é bem legal e ataca (literalmente) muito bem como mafiosos. Tommy-lee Jones está lá como um agente do MIB que cansou de aliens, controlando tudo com aquela cara de quem só está lavando roupa, o que também me diverte. A maneira mafiosa de resolver problemas, principalmente com gente escrota é o mais legal, me fazendo pensar no que poderia aplicar na minha vida, se tivesse coragem.

O terceiro filme também parece uma continuação. Nossa querida Miss Simpatia vem na mesma medida de antes e acompanhada de um oposto, e claro que elas vão se aproximando até se encontrarem num meio termo. Talvez o filme mais raso dessa seleção, ele foi o mais divertido, com piadas bestas na medida.

Nessa competição Sandra ganhou, seguida de perto por Robert e invejada mais de trás por Leonardo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são altamente moderados visando uma conversa interessante, então não perca seu tempo.